Sociedade

Sócrates e o esquema com a Octapharma

Só em Janeiro de 2013, ainda sem diploma de filósofo, Sócrates arranjou por fim uma actividade profissional, na Octapharma. Esta multinacional farmacêutica austríaca passa a pagar-lhe 12 mil euros mensais, que ele declara ao Fisco como consultor da empresa para a América Latina – região onde se move à-vontade, graças às relações que cultivou quando era governante.

DR  

Entretanto, a RTP convidou-o para comentador dominical. Na estreia, para não ostentar o património, o ex-primeiro-ministro deixou o Mercedes na garagem e apresentou-se com um carro alugado.

O dinheiro que Sócrates usa no dia-a-dia é-lhe entregue por Santos Silva, que sempre que é necessário faz levantamentos em numerário num balcão do BES: para cima de 10 mil euros por mês, em média, que lhe entrega em mãos ou faz-lhe chegar por terceiros. Este ano, com o resgate do BES e a passagem para o Novo Banco, metade da fortuna já foi transferida para outra instituição bancária.

Recentemente, para as entregas de dinheiro deixarem de ocorrer às escâncaras e porque necessita todos os meses do dobro do ordenado que a Octapharma lhe paga por mês, o ex-líder socialista passou a usar um método mais complexo, com a conivência do representante da farmacêutica em Portugal, Joaquim Lalanda de Castro, que o convidou para o lugar.

E assim, todos os meses eram forjadas facturas. O dinheiro do espólio Sócrates é enviado para uma sociedade offshore sediada em Londres cujo beneficiário é Lalanda de Castro. Este paga-lhe mais 12 mil euros através de outra sua empresa em Portugal, a título de nova avença – dinheiro este que o ex-primeiro-ministro declara ao fisco.

Este dinheiro passa a entrar na conta de Sócrates para que ele, que geralmente utiliza no dia-a-dia dinheiro vivo, possa fazer transferências e usar cheques em pagamentos de maior fôlego. Tudo numa aparente legalidade.

felicia.cabrita@sol.pt

1- José Sócrates foi hoje detido

2 - Casa de Sócrates alvo de buscas

3 - Sócrates: 20 milhões escondidos

4 - Sócrates: Fortuna regularizada nos RERT

5 - José Sócrates: Paris e as casas compradas à mãe 

6 - Sócrates e o esquema com a Octapharma

7 - Sócrates comprou milhares de exemplares do seu livro