Internacional

Carrasco do Estado Islâmico encontrado decapitado

Um dos membros do Estado Islâmico, responsável por várias decapitações, foi encontrado na passada terça-feira decapitado, em Deir al-Zor, na Síria, avança a agência Reuters, que cita o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

O corpo deste egípcio, conhecido como ‘emir’ da força al-Hesbah na Síria, foi encontrado perto de uma estação de energia na cidade de al-Mayadeen e apresentava sinais de tortura.

O homem tinha um cigarro na boca e uma mensagem escrita no corpo: “Este é o mal, xeque”. De acordo com os moradores das áreas controladas pelo Estado Islâmico, o grupo extremista tem proibido as pessoas de fumar em público.

O director do Observatório Rami Abdulrahman afirma que ainda não se saber se este homem foi morto pelo Estado Islâmico “ou se foram os locais ou até alguém das guerrilhas”.

"Qualquer das hipóteses que tenha sido, o facto é relevante porque se tratava de uma pessoa muito importante", acrescenta.