Internacional

Papa Francisco: A liberdade de expressão tem ‘limites’

O Papa Francisco comentou esta quinta-feira, durante a sua visita às Filipinas, a publicação de novas caricaturas de Maomé pelo jornal satírico francês Charlie Hebdo, cuja redacção foi alvo de um atentado na semana passada.

“É verdade que não se deve reagir com violência, mas mesmo se formos bons amigos, se insultar a minha mãe, tem de esperar um golpe – é natural”, disse.

“Não se pode gozar com a religião dos outros. Não se pode insultar a sua fé ou rir dela”, afirmou, sublinhando que “na liberdade de expressão existem limites”, apesar de considerar que esta faz parte dos “direitos fundamentais do ser humano”.