Economia

Banco de Portugal compra 30 kg de ouro

O banco central português reforçou as reservas de ouro no ano passado. O metal precioso nos cofres nacionais vale mais de 12 mil milhões de euros.

O Banco de Portugal (BdP) comprou 30 quilos de ouro em Janeiro de 2014. Apesar de ser um reforço muito ligeiro para um país que tem a 15.ª maior reserva mundial deste metal precioso, a aquisição tem significado. Foi a primeira vez que Portugal transaccionou ouro nos últimos oito anos. 

Desde 2006 que Portugal não vendia nem comprava ouro. As reservas aumentaram 0,03 toneladas (30 quilogramas) de 382,48 para 382,51 toneladas e equivalem a 12.146 milhões de euros.

Segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) corroborados pelo World Gold Council, em declarações ao SOL, o BdP não realizava qualquer transacção desde 2006. "Os dados mais recentes fornecidos pelo FMI mostram que as reservas de ouro portuguesas aumentaram 0,03 toneladas em Janeiro de 2014. Não foram vendidas reservas recentemente", garante fonte oficial da organização que representa a indústria de ouro e presta serviços de aconselhamento a governos e bancos centrais.

O Banco de Portugal reagiu aos dados do FMI, garantindo não ter efectuado qualquer compra, o que põe em causa as estatísticas do Fundo Monetário. “O Banco de Portugal não executou qualquer operação de compra de ouro e o valor da sua reserva de ouro a 31/12/2014 é de 12,297 milhões de onças de ouro fino, ou seja, cerca de 382,48 toneladas”, assegura fonte oficial.

Leia mais na edição impressa do SOL

sandra.a.simoes@sol.pt