Vida

6 coisas que deve saber sobre as doenças auto-imunes

Já muitos ouviram a expressão ‘doença auto-imune’, mas a maioria não faz ideia do que se trata. Estas caracterizam-se pelos seus sintomas pouco precisos, que tornam o diagnóstico ainda mais difícil.

O site Huffingotn Post fez uma lista com as coisas que deve saber sobre estas doenças que o podem ajudar a lidar com o problema ou a dar auxílio a quem sofre todos os dias com ele.

1)    Uma luta contra nós mesmos: Todos nós temos sistema imunitário – um sistema que protege o nosso organismo das doenças. Numa pessoa saudável, este reconhece de imediato as diferenças entre as células ‘boas’ e os componentes ‘maus’ que invadem o organismo. Nas pessoas que têm doenças auto-imunes, este sistema não consegue fazer a distinção, começando a atacar as células ‘boas’, ou seja, a atacar o seu próprio organismo.

2)    Existem mais de 80: Se calhar já ouviu falar na Psoríase ou na Esclerose Múltipla, mas sabia que existem mais de 80 tipos de doenças auto-imunes? Aqui fica uma lista com as mais comuns.

3)    Não são assim tão raras: Em 2012, as doenças auto-imunes atingiam mais de 100 mil pessoas em Portugal, revela o site da Sapo, que cita a informação fornecida na XVIII Reunião Anual do Núcleo de Estudos de doenças auto-imunes da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna.

4)      Podem ser genéticas: Alguns estudos sugerem que pessoas que sejam familiares têm uma maior probabilidade de desenvolverem a mesma doença auto-imune. No entanto, os investigadores acreditam que os factores ambientais e a existência de infecções têm um papel muito importante no desenvolvimento destes problemas de saúde.

5)    As alergias não são auto-imunes: Há quem confunda os sintomas de uma alergia com os sintomas de uma doença auto-imune. Apesar de existirem estudos que evidenciam uma ligação entre as alergias e o desenvolvimento destes problemas, as duas doenças são completamente diferentes. Apesar de existirem tratamentos semelhantes para os dois tipos de problemas, as consequências de ambos não são semelhantes – quem tem alergias não possui um organismo que se ataca a si próprio.

6)    Podem demorar anos a serem diagnosticadas: Como costumam atacar várias partes do corpo e os sintomas ‘vão e vêm’, às vezes é difícil diagnosticar uma doença auto-imune e, consequentemente, tratá-la. É normal que o primeiro diagnóstico não esteja certo, já que muitos médicos costumam recorrer ao método de ‘tentativa e erro’ para tentarem chegar à raiz do problema, explica o site Everyday Health.