Internacional

Negociações do Eurogrupo descarrilam

A reunião dos ministros das Finanças da zona euro acabou hoje sem acordo entre a Grécia e os parceiros europeus.  A imprensa internacional, que cita fontes do Governo helénico, indica que Atenas recusou as condições propostas no encontro, que passavam pela extensão do actual programa de assistência financeiro ao país.

Uma fonte do Executivo de Atenas considera “absurdo” e “inaceitável” que os termos do actual acordo sejam prolongados, segundo avançam a Bloomberg e o Financial Times. Este último revela ainda trechos do documento de trabalho que estava a ser negociado na reunião, que apontava para uma “extensão técnica” do programa de assistência – que o Governo do Syriza tem repetidamente rejeitado.

Esta manhã o ministro das Finanças alemão tinha-se mostrado "muito céptico" sobre a possibilidade de um acordo, lamentando que os gregos tenham elegido um governo "que se comporta de maneira irresponsável".

Também hoje, o seu homólogo grego publicou um artigo no New York Times onde afirma que o seu plano não é um conjunto de “bluffs” e que o que pretende é  “apresentar honestamente os factos relativos à economia social da Grécia e pôr na mesa propostas para a recuperação do crescimento” do país.

Em actualização