Sociedade

MP investiga morte de actriz Maria Zamora

Para os amigos e colegas da actriz Maria Zamora, que apareceu morta em casa na noite do passado domingo, não há dúvidas de que esta tragédia está relacionada com as ameaças e violência levadas a cabo por um ex-namorado da artista. Resta agora a Justiça averiguar o que realmente se passou. Segundo o jornal Público, o Ministério Público está já a investigar o caso.

MP investiga morte de actriz Maria Zamora

“Estava a ser vítima de ameaças e de agressões. Tinha sido obrigada a sair da própria casa e estava escondida em casa de amigas. Havia uma ameaça concreta sobre a vida da Maria por parte do agressor”, explicou ao jornal Raquel Freire, realizadora amiga da actriz.

A actriz de 'Jardins Proibidos' vivia mesmo com um aparelho de teleassistência dado pelo Ministério Público da Amadora depois de ter apresentado uma queixa-crime por violência doméstica contra o antigo companheiro. Só quando formalizou esta queixa é que soube que o homem já tinha um historial de violência sobre mulheres, mas as queixas das outras vítimas acabaram por ser retiradas, conta a amiga, que classifica de “tentativa de homicídio” o acto de violência que motivou a ida de Maria Zamora à polícia pela primeira vez.

Mas mesmo depois de a Justiça ter decretado a proibição de o agressor se aproximar da actriz, o homem não parou de fazer ameaças.  “A Maria disse que a PSP a tinha ajudado muito e que a defendeu sempre. O problema é que não existe protecção policial 24 horas por dia. Mas o processo estava a correr e ela só queria que se resolvesse o mais rápido possível para poder continuar com a sua vida”, disse Raquel Freire ao jornal.

Para os colegas e amigos "é impossível" não relacionar esta morte ao ex-namorado.

Os comentários estão desactivados.