Opiniao

Anos de desemprego

O desemprego é algo terrível para o desempregado. Para além de perder poder económico, sente-se de repente excluído da sociedade, sem função.

Passos Coelho falou hoje sobre o desemprego estrutural: aquele que se mantém mesmo com a economia a crescer, principalmente porque os desempregados perderam competências enquanto estiveram sem trabalhar.

A questão é muito difícil. Existe um programa para inserir os jovens nas empresas, que tem tido algum sucesso. É de louvar.

Mas é também de perguntar: e os outros? Os que têm mais de 30 ou de 35 anos estão condenados ao desemprego e à indigência?

Por isso é que gostei de ler hoje que Passos se preocupa com o desemprego estrutural. O único político a quem eu tinha ouvido mencionar o desemprego dos mais velhos foi o socialista António Vitorino.

Ambos subiram na minha consideração. Vamos ver agora se alguém apresenta propostas, e quais as melhores: PS ou PSD.