Vida

Steve Aoki processado por partir pescoço a espectadora [vídeo]

Uma mulher processou Steve Aoki, alegando que o DJ lhe partiu o pescoço e quase a deixou paralisada, depois de se atirar de uma estrutura para cima do público (stage dive) num concerto, em 2012.

O músico saltou de uma estrutura com uma altura de dois andares para um barco insuflável que estava a ser segurado pelos espectadores, durante um concerto no Hard Rock Café, em San Diego.

Brittany Hickman, de 27 anos, afirmou estar por baixo do insuflável quando o músico se atirou. Foi atingida na cabeça e ficou inconsciente. Dias mais tarde, quando foi ao médico, descobriu que tinha o pescoço partido.

Hickman esteve internada no hospital durante vários dias, faltou dois meses ao trabalho e afirmou à ABC que os médicos lhe disseram que podia ter ficado paralisada devido ao incidente.

“Se tivesse posto os braços em cima da cabeça, se tivesse ido apanhar um objecto que estivesse arrumado num sítio alto ou se tivesse apanhado qualquer coisa que fosse pesada, podia ter ficado paralisada”, pode ler-se no Guardian.

Aoki já reagiu ao caso, dizendo que nunca quis que ninguém se magoasse durante os seus concertos e que se sente mal por isso ter acontecido. Os advogados do DJ aconselharam-no a não fazer mais comentários sobre o assunto, mas enviaram um comunicado à ABC, onde explicam que a mulher também está a processar o Hard Rock.

Steve Aoki é conhecido por se atirar para cima do público e por atirar bolos à cara das pessoas, durante os concertos.