Politica

Nova lei eleitoral deixa Portas fora dos debates

Lei prevês que apenas o líder das coligações, neste caso Passos pelo PSD/CDS, entre nos debates. Portas só participará se for convidado pelas televisões.

A novela em torno dos debates televisivos ainda não terminou. A nova lei já foi aprovada pela Assembleia da República e enviada para Belém, mas as televisões continuam com dúvidas na interpretação das regras. “Nos casos em que há coligações, qual o partido que participa nos debates?”, questiona o director da informação da SIC, Alcides Vieira, que esta semana vai fazer essa pergunta a PSD e CDS.

“Segundo a lei, as televisões têm de incluir nos debates obrigatoriamente apenas um representante de cada candidatura”, responde o deputado do PSD, Carlos Abreu Amorim, explicando que foi precisamente a pensar na possibilidade de haver coligações pré-eleitorais que no texto aprovado ficou uma referência a “candidaturas e não a forças políticas”. Abreu AMoprim diz, por isso, que “não há razão nenhuma para dúvidas” no que toca à interpretação da lei e que “cabe à coligação dizer quem vai representar a candidatura nos debates” – ou Passos ou Portas.

Leia esta e outras notícias na íntegra na edição impressa do SOL, já nas bancas