Sociedade

Magina da Silva será o número dois da PSP

O superintendente-chefe Magina da Silva será número dois da PSP, enquanto adjunto de operações do director-nacional, Luís Farinha, segundo soube hoje o SOL junto de fontes policiais.

DR

Com as recentes promoções a superintendentes-chefes, categoria máxima na carreira de oficiais da Polícia de Segurança Pública, haverá algumas movimentações já durante os próximos dias.

Entretanto, também haverá mudanças no Comando Metropolitano do Porto da PSP, cujo novo responsável será o superintendente-chefe Miguel Mendes, comandante regional da PSP na Madeira. Quanto ao actual comandante da PSP do Porto, superintendente-chefe Francisco Bagina, será inspector-nacional da instituição, rendendo naquele cargo o seu camarada de armas Magina da Silva, promovido a número dois da Polícia de Segurança Pública.

O mandato do superintendente-chefe Francisco Bagina à frente dos destinos da PSP do Porto ficará marcado, entre outros aspectos, pelos maiores resultados operacionais de sempre no combate ao crime, para além da aposta no policiamento de proximidade e no apoio a vítimas de crimes de violência doméstica, bem como das camadas da população mais vulneráveis.

O futuro comandante metropolitano da PSP do Porto, Miguel Mendes, conhece muito bem tal Comando, já que iniciou as suas funções, então como agente, na 1ª Esquadra da PSP do Porto, ainda antes de ter frequentado o primeiro curso da ‘Academia’ da Polícia, em Lisboa. No Porto começou a sua carreira como comandante da Esquadra da PSP de Gondomar e foi depois chefe de gabinete do então comandante metropolitano portuense.