Sociedade

RTP diz que Rodrigues dos Santos cometeu um lapso e pede desculpa a Quintanilha

“Já telefonei ao professor Quintanilha a pedir desculpa em nome da RTP. Foi um lapso lamentável, mas um lapso”, disse ao SOL , Paulo Dentinho, diretor de informação da RTP, sobre uma intervenção de José Rodrigues dos Santos, ontem, no Telejornal, em que o jornalista  disse que a RTP falou com “o deputado mais velho eleito, ou eleita, pelo PS”, referindo-se a Alexandre Quintanilha, o cientista casado com o escritor Richard Zimler.

Dentinho disse que se tratou claramente de um lapso e que o próprio José Rodrigues dos Santos ficou chocado quando se deu conta. “Foi uma questão de um texto de pivô mal escrito. Onde devia estar um ponto final estava uma vírgula. Houve um erro claro de lançamento da peça”,explica.

"Nem a RTP nem o José Rodrigues dos Santos admitem, de maneira nenhuma, atitudes ou declarações homofóbicas ou desrespeitadoras. Não faz parte das nossas convicções”, disse o diretor de informação da estação pública, adiantando que não estão previstas medidas disciplinares contra o jornalista.

“O José Rodrigues dos Santos está a preparar um texto que será lido hoje no Telejornal onde explica e lamenta o lapso”, adiantou. 

ERC abre processo à RTP

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social decidiu, entretanto, abrir um processo contra a RTP por causa do sucedido. Segundo a agência Lusa, a ERC justifica a iniciativa por considerar haver “indícios de violação de direitos fundamentais dos cidadãos”.

O presidente da ERC, Carlos Magno, votou contra esta decisão: “Antes de tomar uma posição quis falar com Alexandre Quintanilha e José Rodrigues dos Santos. Neste momento já tenho uma explicação provisória que muito provavelmente será definitiva se nada de novo vier a revelar-se depois desta excitação toda”. E acrescentou, numa referência a uma recente reportagem do pivô da RTP na Grécia, que causou polémica: “Tendo em conta o que aconteceu com os paralíticos gregos, não participo na caça às bruxas do José Rodrigues dos Santos”.

telma.miguel@sol.pt