Cultura

Lisboa acolhe exposição com órgãos e cadáveres reais

A exposição internacional "Real Bodies", que apresenta mais de 350 órgãos e corpos humanos reais e que permite perceber como funciona o corpo humano, inaugura no próximo sábado (dia 31 de outubro) na Cordoaria Nacional, em Lisboa.

"Real Bodies - Descubra o corpo humano" é apresentada como a "maior e mais completa exposição de órgão e corpos humanos reais", organizada por uma empresa norte-americana e que já foi exibida noutras cidades, somando mais de 15 milhões de visitantes.

Em 2007, Lisboa acolheu uma exposição semelhante - com 17 cadáveres e 270 órgãos humanos conservados segundo a técnica de polimerização - que chegava a Portugal com um rasto de polémica e dúvidas sobre a origem dos corpos utilizados.

"Real Bodies" conta com corpos reais inteiros e apresentará corpos em várias posições anatómicas, para além de órgãos afetados por doenças e ainda corpos de atletas durante a prática desportiva. Tendões, ossos, músculos, pele, os aparelhos urinário e respiratório, tudo será mostrado nesta exposição que, de acordo com informação disponibilizada na página oficial, "é adequada para todos os públicos".

Segundo a organização, os corpos utilizados na exposição "Real Bodies" são de cidadãos que viveram na China, morreram de causas naturais e, por não terem sido reclamados, foram entregues para estudo e investigação científica.

Lusa/SOL