Politica

António Costa: Maioria na TAP vai voltar para o Estado

O primeiro-ministro disse que o Governo irá retomar a maioria do capital da TAP, mesmo que não se consiga chegar a acordo com os privados.


Numa conferência de imprensa, que se realizou esta sexta-feira em Bruxelas, António Costa afirmou que esperava que houvesse um acordo, refere a Lusa. Avisou, porém, que o programa de Governo não está sujeito “à vontade de particulares” e que este irá para a frente, independentemente de haver acordo ou não.

“Se não for com o acordo, é sem o acordo”, afirmou o líder do Executivo, garantindo que o Governo irá retomar 51% do capital da companhia aérea.

Recorde-se que, na quinta-feira, o acionista maioritário da Atlantic Gateway teve o primeiro encontro oficial com o Governo sobre a recuperação da posição maioritária na TAP. No final do encontro, Humberto Pedrosa disse que o seu projeto "não se adapta" com uma posição de minoria.

“Isto foi uma primeira conversa, com certeza que o Governo não quer fechar a porta e nós não queremos fechar a porta”, adiantou o empresário.

Também David Neelman, à saída de uma reunião com o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, disse que não tinha sido apresentada qualquer proposta para a reversão do acordo relativamente à venda de 61% do capital da transportadora.  

"A situação da TAP não é fácil, é a coisa mais difícil que já vi na minha carreira. Já pagámos muita dívida, já tomámos mais decisões nas últimas semanas do que nos 15 anos antes", afirmou o sócio minoritário na Atlantic Gateway.

Os comentários estão desactivados.