Politica

Paulo Portas não se recandidata à liderança do CDS-PP

Paulo Portas não se vai recandidatar à liderança do CDS/PP. O anúncio foi feito hoje à noite na Comissão Política do partido, que reuniu no Largo do Caldas para preparar o Conselho Nacional de 7 de Janeiro, no qual será agendado o próximo congresso dos centristas que vai servir para eleger o sucessor de Portas. 

A decisão de Paulo Portas não se recandidatar há muito que vinha sendo falada entre os dirigentes centristas. Tanto que no início deste mês, sabe o SOL, Portas reuniu individualmente com os seus colaboradores mais próximos e com o seu núcleo duro para pensar o futuro do partido e da sua liderança.

Paulo Portas foi eleito pela primeira vez presidente do CDS em 1998. Em 2005, na sequência da derrota dos centristas nas legislativas daquele ano, Portas apresentou a demissão do partido. Ribeiro e Castro venceu o congresso e ficou até Paulo Portas regressar dois anos depois, em 2007. Desde então Portas renovou sempre a confiança do seu partido nos sucessivos congressos. 

Notícia atualizada às 22h51