Economia

Preço da habitação sobe 0,7% no último trimestre de 2015

Algarve e Lisboa continuam a ser as regiões mais caras do país.

Preço da habitação sobe 0,7% no último trimestre de 2015

O preço da habitação em Portugal registou uma subida de 0,7% durante o último trimestre de 2015, situando-se em 1.052 euros/m2, revela o estudo do Idealista.

Todas as regiões viram os seus preços diminuírem, com a exceção da região centro. Nesta os proprietários pedem mais 5% pelas suas casas do que em relação ao terceiro trimestre de 2015. As regiões que mais desceram foram Lisboa e Madeira (-2,9% para ambos os casos), seguidas pelo Norte com uma redução de 1,8%. As regiões com as menores descidas foram Algarve, com uma variação trimestral de -0,4% e Alentejo (-0,2%).

Regiões mais caras

O Algarve é a região mais cara com o preço por metro quadrado a fixa-se nos 1.332 euros, seguida por Lisboa onde custa 1.153 euros/m2 e Madeira (1.127 euros/m2). Do lado oposto da tabela, encontra-se Alentejo (826 euros/m2), Norte (835 euros/m2) e Centro (928 euros/m2), como as regiões mais baratas.

Em comparação com o terceiro trimestre de 2015, os distritos que viram os seus preços subirem foram 6. Os maiores aumentos foram em Braga (5,5%), Coimbra (3,8%) e Leiria (1,4%). A maior descida foi registada em Santarém 4,1%, seguida por Évora (-3,8%) e Porto (-3,1%).

O ranking dos distritos mais caros é liderado por Faro (1.332 euros/m2), seguido por Lisboa (1.283 euros/m2) e Coimbra (1.147 euros/m2). Os distritos com os preços mais económicos são Guarda (665 euros/m2), Santarém (679 euros/m2) e Castelo Branco onde custa 694 euros/m2.

 

 

Os comentários estão desactivados.