Economia

Prejuízo da CGD já vai em 2.000 milhões

Perdas astronómicas davam para prescindir da sobretaxa do IRS, dos cortes de salários no Estado e impostos sobre veículos.

O banco do Estado foi o único dos quatro maiores a apresentar prejuízos em 2015.

As perdas foram de 171, 5 milhões e já contabiliza cinco anos consecutivos de resultados negativos que somam quase dois mil milhões.

Leia mais na edição de hoje do SOL