Internacional

Exército sírio reconquista Palmira e expulsa Estado Islâmico

O exército sírio recuperou o controlo total de Palmira, a cidade património mundial da UNESCO, ao grupo Estado Islâmico (EI). Uma conquista feita graças à ajuda da aviação russa.

O anúncio foi feito este domingo, ao fim de quase um ano sob domínio jihadista.

Segundo a BBC, o presidente sírio Bashar al-Assad afirmou que a recuperação do controlo de Palmira é uma “conquista importante” na “guerra contra o terrorismo”.

O responsável pelas Antiguidades na Síria já afirmou que a destruição na cidade é menor do que a esperada. “Estávamos à espera do pior. Mas a paisagem, em geral, está em bom estado”, adiantou Maamun Abdelkarim.

Extremistas do Estado Islâmico destruiram diversos monumentos pré-islâmicos, nomeadamente o Arco do Triunfo e o Templo de Bel, e pilharam relíquias que datam de há mais de dois mil anos.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos adiantou ainda que cerca de 400 militantes do Estado Islâmico foram mortos durante os confrontos na conquista de Palmira.