Economia

TAP: Governo e Getway assinam acordo de compra de ações

Ministro Pedro Marques garante que o futuro estratégico da companhia aérea portuguesa terá uma palavra do Estado português

O Governo e a Atlantic Getway assinaram ontem um acordo de compra e venda de ações da TAP. Este documento irá permitir ao Estado ficar com 50% do capital da companhia aérea, explicou este sábado o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, numa conferência de imprensa conjunta com Humberto Pedrosa, em representação da Atlantic Getway.

"O mais importante é que estes instrumentos correspondem à estabilização definitiva da empresa no seu novo formato", afirmou Pedro Marques.

O ministro disse ainda que o futuro estratégico da companhia aérea portuguesa terá uma palavra do Estado português. "O Estado e a Atlantic Gateway celebraram o Acordo de Compra e Venda de Ações e o Acordo Parassocial e de Compromissos Estratégicos previstos no Memorando de Entendimento para a reconfiguração dos termos e condições da participação do Estado português na TAP", referia uma nota do gabinete do ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

O Governo de António Costa vai pagar 1,9 milhões de euros para o Estado ficar com 50% da TAP (em vez de 34% como previa o acordo anterior). O consórcio Getway tinha 61% do capital e fica agora com 45%, podendo chegar aos 50% com a aquisição do capital à disposição dos trabalhadores.