Internacional

Sabe quanto custa um maço de tabaco na Austrália?

Em Portugal, os fumadores têm perdido direitos nos últimos anos: deixaram de poder fumar na maioria dos restaurantes e locais de trabalho, enquanto os maços de tabaco passaram a exibir mensagens dissuasoras. Em breve, começarão a circular os primeiros maços com fotografias chocantes das consequências do tabagismo.

O preço do vício também tem subido em flecha: em 2001 um maço de Marlboro custava dois euros; hoje custa 4,70€. Mas se acha este valor elevado, veja isto: na Austrália, um dos países com leis mais restritivas em relação ao tabaco, um maço custa a módica quantia de 26,5 dólares australianos, ou seja, 16,75€. E a embalagem já traz as imagens de pessoas doentes que incomodam os fumadores.

Mas não é tudo: uma nova medida lançada pelo governo australiano prevê que o imposto sobre o tabaco suba 12,5% ao ano, estando previsto que cada maço atinja o preço de 26 euros em 2020.

Tendo em conta que cada cigarro tem menos de um grama de tabaco (0,7 gr.), o preço por grama fica próximo dos dois euros. Ou seja, o tabaco, na Austrália, custará quatro vezes mais do que a prata (0,46€/gr.)

A subida vertiginosa do imposto será, no entanto, apenas uma das medidas para travar o consumo do tabaco. Em meados de maio, o presidente de uma influente ONG australiana que pretende combater o tabagismo propôs a proibição da venda de cigarros a qualquer pessoa nascida depois de 2001. «Isso quereria dizer que os jovens que têm hoje 15 anos jamais teriam o direito a fumar», disse Jeff Dunn. O governo australiano prometeu ponderar esta hipótese.