Internacional

O Mediterrâneo “transformou-se num cemitério”

A sucessão de naufrágios desta semana no mar Mediterrâneo terá provocado a morte a pelo menos 900 refugiados, estimou ontem a Cruz Vermelha, que garante que o Mediterrâneo se “transformou num cemitério”.

DR  

Os naufrágios de barcos que transportam refugiados têm aumentado, sendo a rota entre o norte de África e Itália a mais perigosa.

O número de mortos é ainda incerto, uma vez que há ainda centenas de corpos por resgatar do naufrágio de sexta-feira.