forcados

Herdeira alemã não vê "nada de mal" no facto de a sua empresa ter recorrido a trabalhos forçados no regime nazi

sol