jairbolsonaro



Comissão de direitos humanos preocupada com “discurso de ódio” de Bolsonaro