joaomauriciobras

É iliberal a democracia portuguesa?

João Maurício Brás