jorgemiranda

Jorge Miranda considera que Cavaco Silva foi "excessivo”