luisdesousarebelo

Rui Knopfli. Há uma cadeira vazia à mesa do poeta

Diogo Vaz Pinto,