monicabaldaque

‘O mal no estado mais puro sempre esteve à porta da minha mãe, sempre a perseguiu’

Diogo Vaz Pinto