supremotribunal

Amy Coney Barrett. A juíza que vai tirar o sono aos liberais

Hugo Geada