antigudade


  • “Em Roma tinhas de ser muito astuto, inteligente e maquiavélico para triunfar”

    Severo talvez nunca tivesse chegado ao poder sem a ajuda da sua mulher, Júlia Domna. É a ela, “a imperatriz mais poderosa da Roma antiga”, que Santiago Posteguillo dedica o romance histórico Eu, Júlia (ed. Planeta). Nele, o autor, professor universitário de Língua e Literatura Inglesa apaixonado pela Antiguidade, reconstitui não apenas as intrigas e…

    “Em Roma tinhas de ser muito astuto, inteligente e maquiavélico para triunfar”