“Mentiras outra vez”. Rúben Semedo volta a ser notícia na Grécia desta vez por alegadamente agredir namorada

A imprensa grega noticiou que o jogador português foi detido na noite de segunda-feira, depois da namorada de 28 anos ter apresentado queixa devido a uma discussão que se tornou mais violenta, na qual esta saiu lesionada na clavícula, tendo ficado no exterior de casa, impedida de entrar pelo jogador. Semedo decidiu fazer justiça e…

“Mentiras outra vez”. Rúben Semedo volta a ser notícia na Grécia desta vez por alegadamente agredir namorada

Rúben Semedo volta a estar no centro das atenções da imprensa grega, ao ter sido noticiado que o jogador do Olympiacos foi detido na noite de segunda-feira por um alegado caso de violência doméstica contra a namorada, que entretanto terá retirado a sua queixa. 

Quando começou a ser divulgado o novo episódio de violência, na Grécia, Rúben Semedo decidiu recorrer às redes sociais para esclarecer através das suas palavras o sucedido: "Por favor, chega de mentiras", escreveu esta mensagem numa 'story', anunciando de seguida que iria fazer um direto no Instagram para falar com os fãs e família. 

"Têm saído algumas notícias que dizem que fui detido, por isso, para todos os adeptos e família, quero mostrar que estou em casa", começou por dizer o internacional português, num vídeo em direto que se podia ver Semedo a jogar UNO com a companheira de nacionalidade também lusa. 

"Após as fake news que as pessoas estão a partilhar, estão a ligar-me, dizem mentiras sobre mim e sobre a minha companheira. Isto é apenas para mostrar que está tudo bem, para que não fiquem preocupados. Estamos a jogar UNO. Não estou detido, está tudo bem. Mentiras outra vez. Como disse antes, não mintam mais. Para dizer isto claramente: estou a fazer este direto com música grega que não percebo, mas este era o meu objetivo", disse o defesa, que foi apontado como um possível reforço do FC Porto. 

"As pessoas que me conhecem sabem que não gosto de falar da minha vida privada, mas sinto que é necessário. Muitas mentiras, muitas histórias e ninguém me perguntou nada… Vamos ver-nos em breve, pessoal. Espero que não desta forma, num direto para falar sobre mentiras", afirmou, ao terminar o direto com um abraço para Portugal: "Como disse, espero fazer diretos mais frequentemente, mas não nestas circunstâncias. Era esta mensagem que queria passar e mostrar. Por isso, vemo-nos em breve. Um grande abraço para Portugal, com muito amor".

De acordo com o jornal grego Enikos, Rúben Semedo foi detido ontem à noite depois de uma queixa apresentada pela namorada de 28 anos, alegando ter sido espancada pelo jogador de 27 anos. 

Segundo as informações divulgadas pela comunicação social daquele país, a companheira chamou a polícia e contou que Semedo a tinha espancado depois de uma discussão que se tornou violenta, tendo-lhe acertado na clavícula, de forma a provocar-lhe cortes e hematomas, enquanto a trancava fora de casa, em Glyfada, sem a deixar entrar. 

A polícia grega chegou ao local e encontrou a companheira de Semedo no exterior da casa. Foi levada para a esquadra da polícia de Alimos, tendo sido encaminhada para o serviço de violência doméstica, onde a mulher de 28 anos apresentou queixa contra o jogador.

Depois de ser levada pela polícia, Rúben Semedo apresentou-se de livre vontade naquela esquadra, onde acabou detido, tentando ainda convencer a namorada a retirar a queixa. No dia seguinte, hoje, foi libertado com ordem do Procurador-Geral da República grego. Segundo o jornal desportivo grego Gazzeta, a namorada chegou a retirar a queixa, porém a notícia avançada não revela as circunstâncias da decisão. 

Contudo, segundo o jornal Enikos, a mulher de 28 anos chegou a ser analisada por um médico forense, que provou que a namorada foi atingida na clavícula e que apresentava lacerações. 

Esta não é a primeira vez que Rúben Semedo está envolvido em incidentes relacionados com violência contra mulheres. Em agosto de 2021, o português foi detido pelas autoridades gregas, depois de ter sido apresentada uma queixa contra o jogador por uma menor que afirmava ter sido violada pelo mesmo e também por um amigo de nacionalidade nigeriana. 

Semedo acabou por sair em liberdade ao pagar uma fiança de 10 mil euros, uma vez que não ficou esclarecido em tribunal a alegada violação à jovem de 17 anos.