Portugal regista aumento de casos de covid-19 na última semana. Número de óbitos desce

Os dados divulgados hoje no boletim epidemiológico da DGS demonstram que o número de novos casos aumentou em relação à última atualização sobre a pandemia. Por outro lado, o número de mortes desceu. Ou seja, foram confirmados mais 4.175 infeções do que no último balanço e menos 10 mortes.

Portugal regista aumento de casos de covid-19 na última semana. Número de óbitos desce

A Direção-Geral da Saúde (DGS) confirma, esta sexta-feira, que Portugal registou, entre 16 e 22 agosto, 19.314 novos casos de covid-19 e 36 vítimas mortais.

Os dados divulgados hoje no boletim epidemiológico da DGS demonstram que o número de novos casos aumentou em relação à última atualização sobre a pandemia. Por outro lado, o número de mortes desceu. Ou seja, foram confirmados mais 4.175 infeções do que no último balanço e menos 10 mortes.

Quanto à incidência da doença, cumulativa a sete dias, a autoridade indica que é de 188 casos por cada 100 mil habitantes, o que representa um aumento de 28%. Já o índice de transmissibilidade – R(t) – é agora de 0,95.

Além disso, a taxa de mortalidade diminuiu 22%, com três mortes por milhão de habitantes.

Em relação aos internamentos, a DGS verifica que há menos pessoas internadas nos hospitais devido à covid-19: atualmente, são 499 internados, menos 60 face à última semana. Porém, esta é a única alteração, pois o número de doentes em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) continua igual aos últimos dados: há 39 doentes internados nestas Unidades.

A região de Lisboa e Vale do Tejo foi a que registou o maior número de novos casos na última semana: 6.478. Segue-se o Norte com 5.344, o Centro com 1.504, o Algarve com 935 e o Alentejo com 700. Já nos arquipélagos, foram contabilizadas 871 novas infeções na Região Autónoma dos Açores e 601 na Madeira.

Os dados também indicam que a doença ataca mais frequentemente pessoas entre as faixas etárias dos 60 aos 69 anos, havendo 3.045 casos diagnosticados, e a dos 50 aos 59, com 2.994 casos.

Dos 36 óbitos registados, 14 ocorreram no Norte, oito em Lisboa e Vale do Tejo, cinco no Centro, quatro no Alentejo, três no Algarve, um na Madeira e um nos Açores.