Assassino do rapper Nipsey Hussle condenado a 60 anos de prisão

Júri não ficou convencido com a versão de Eric Holder.

Assassino do rapper Nipsey Hussle condenado a 60 anos de prisão

O membro de um gangue que matou a tiro o rapper Nipsey Hussle em Los Angeles, em 2019, foi condenado, esta quarta-feira, a 60 anos de prisão.

Eric Holder, de 32 anos, admitiu ter matado o artista norte-americano, mas alegou que agiu por ímpeto e que não tinha planeado a morte do rapper.

A versão de Holder não convenceu os jurados que o declaram culpado de homicídio em primeiro grau, pressupondo premeditação.

Esta quarta-feira, o juiz ditou a sentença de Holder, condenando-o a uma pena mínima de 25 anos, a que se somam outros 25 pelo uso da arma de fogo e mais dez por atirar e ferir dois homens que estavam perto.

Nipsey Hussle era uma estrela em ascensão no mundo do rap e tinha a sua própria loja de roupa no bairro de South Los Angeles, onde cresceu, mas terá permanecido ligado ao mundo dos gangues.

O seu homicida, Eric Holder, era membro do "Rollin 60s Crips", organização à qual o rapper também pertenceria.