Procura por transportes públicos urbanos cresceu 43% até março face a 2022

Metropolitano de Lisboa, Metropolitano do Porto à Soflusa/Transtejo transportaram por 64,758 milhões de ‘passageiros’ nos três primeiros meses de 2023.

Procura por transportes públicos urbanos cresceu 43% até março face a 2022

Os transportes públicos coletivos urbanos, tutelados pelo Governo, aumentaram o número de passageiros, depois da descida acentuada devido à pandemia.

Segundo dados divulgados, esta terça-feira, pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática (MAAC), a procura no metro de Lisboa e do Porto e na Soflusa/Transtejo cresceu 43% nos três primeiros meses de 2023, face ao período homólogo do ano anterior.

No entanto, segundo o comunicado do Ministério, a "procura no Metro de Lisboa e na Transtejo/Soflusa ainda está, respetivamente, 3% e 2% abaixo da verificada em 2019, quando a operação das empresas ainda não tinha sido afetada pela pandemia de covid-19".

Pelo contrário, o número de passageiros do Metro do Porto superou, no primeiro trimestre do ano, em 16% a procura registada em 2019, quando ainda não tinha sido aplicado o programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos (PART).

No total, desde o início do ano, as três empresas de transportes foram utilizadas por 64,758 milhões de ‘passageiros’.