Desporto

Plano B de Portugal, sem Ronaldo e sem ganhar

Paulo Bento optou por uma equipa de segunda linha e não conseguiu impor-se à Grécia no particular jogado neste sábado no Jamor, quando faltam 16 dias para a estreia no Mundial, frente à Alemanha.

No jogo de despedida do país da selecção antes de rumar ao Brasil para o Mundial, Portugal não conseguiu oferecer uma vitória aos adeptos que encheram o Jamor. O empate sem golos (0-0) frente à Grécia foi o resultado de um jogo morno, lento e com poucos pontos de excitação.

Mais do que uma equipa de segunda linha –Eduardo, André Almeida e Éder foram titulares –, à vista ficou uma equipa à deriva, à procura do seu líder para se impor a um adversário que teima em não vergar frente a Portugal. Foi o quinto empate entre as duas selecções, mas há mais de 18 anos que os portugueses não ganham aos gregos, carrascos da final do Euro 2004, em Lisboa.

Sem Ronaldo, lesionado e com muitas interrogações quanto ao seu regresso, o plano B de Paulo Bento parece não ter grande sucesso, já que a equipa está desenhada para a estrela do Real Madrid e, sem ela, os jogadores ficam sem Norte.

Falta o elemento desequilibrador. O ataque perde dinâmica e explosão. Para isto também terá contado as ausências de Pepe, Meireles e Moutinho (também eles lesionados), numa partida cujas melhores oportunidades surgiram de lances de bola parada, cantos e livres.

Faltam mais dois particulares antes da estreia no Mundial frente à Alemanha, no dia 16 de Junho. Sexta-feira com o México e dia 11 de Junho com a Rep. Irlanda.

Bento: "Por que havemos de ter receio de dizer que dependemos de Ronaldo?"

“O Real Madrid joga melhor quando joga com o Ronaldo. Se equipas que treinam e jogam todos os dias com Cristiano Ronaldo são melhores por que havemos de ter receio de dizer que dependemos dele? Não estando em condições de jogar temos de ter outro figurino e sermos competitivos e poder alcançar bons resultados. Neste jogo, com outro sistema, demos uma boa resposta”, afirmou Paulo Bento na conferência no final do jogo.

 

 

 

Portugal-Grécia, 0-0

Estádio Nacional, Jamor

Espectadores: 33560

Portugal:  Eduardo (Beto, 46'), João Pereira, Bruno Alves, Ricardo Costa, André Almeida, William Carvalho (Luís Neto, 89') Miguel Veloso, Nani (Rafa, 83'), Varela (Vieirinha, 70'), Éder (Ruben Amorim, 65') e Hélder Postiga (Hugo Almeida, 46')

Suplentes:  Rui Patrício;  Beto,  Luís Neto, Fábio Coentrão, Rúben Amorim, João Moutinho,  Rafa,  Vieirinha e  Hugo Almeida.

Grécia: Karnezis, Torosidis, Manolas (Vyntra, 71'), Papastathopoulos (Moras, 41'), Holebas, Katsouranis, Tziolis (Karagounis, 46'), Maniatis, Salpingidis (Fetfatzidis, 63'), Samaras (Christodopoulos, 86') e Mitroglou (Gekas, 63')

Suplentes: Glykos; Kapino, Tzavellas, Moras, Kone, Karagounis, Vyntra,Christodopoulos, Gekas, Fetfatzidis, Samaris e Tachtsdidis.

fel@sol.pt