Sociedade

Caso Maddie: Julgamento de Gonçalo Amaral é retomado hoje

O julgamento do processo em que os pais de Madeleine McCann pedem uma indemnização de 1,2 milhões de euros, por difamação, ao ex-inspector da PJ Gonçalo Amaral é hoje retomado, com a presença de Kate e Gerry McCann.

Os pais da menina inglesa que desapareceu num aldeamento turístico da Praia da Luz, no Algarve, em Maio de 2007, poderão prestar declarações na sessão de julgamento marcada para a 1.ª Vara do Tribunal Cível de Lisboa, a partir das 09h30.

As audiências do julgamento na 1.ª Vara do Tribunal Cível de Lisboa, no Palácio da Justiça, encontravam-se suspensas desde Outubro do ano passado, para que os pais de Madeleine chegassem a acordo extrajudicial com Gonçalo Amaral.

Como não existiu um acordo, num caso que motivou já o pedido de arresto de bens a Gonçalo Amaral como medida cautelar, foi marcado o reatamento das sessões.

Nesta acção, o casal McCann, que considera que foram violados direitos, liberdades e garantias da família, pede uma indemnização de 1,2 milhões de euros a Gonçalo Amaral, que investigou o desaparecimento de Madeleine, ocorrido a 3 de Maio de 2007.

No livro "Maddie: A Verdade da Mentira", da autoria de Gonçalo Amaral, o ex-coordenador do Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária de Portimão defende o suposto envolvimento de Kate e Gerry McCann, no desaparecimento da criança e na ocultação de cadáver.

Lusa/SOL