Economia

O seu carro gasta muito? Processe a marca

A Hyundai está a ser processada no seu país de origem, a Coreia do Sul, por ‘enganar’ os clientes quanto ao gasto de combustível de um dos seus modelos.

Em causa está o Santa Fe, um SUV de grandes dimensões, quando equipado com um motor a gasóleo. 1.500 compradores do carro exigem uma compensação, pois dizem que consome mais do que lhes foi dito.

A marca sul-coreana, que partilha grande parte dos seus modelos com a Kia, indicava que o Santa Fe a diesel, entre os anos de 2011 e 2013, gastava 6,9 litros de combustível por cada 100 quilómetros. Desde cedo esses valores foram questionados pelos utilizadores do carro, e já houve tentativas anteriores de levar a Hyundai, um dos colossos industriais da Coreia do Sul, a tribunal. O novo processo, o terceiro desde o ano passado, entrou num tribunal de Seoul esta segunda-feira.

Desta vez o caso parece pender mais para os consumidores, uma vez que o Instituto de Testes e Investigação da Coreia fez um relatório sobre os gastos do Santa Fe concluiu que o modelo gasta entre 6,3% e 8,5% mais do que os 6,9 litros de gasóleo anunciados. Os resultados foram divulgados pelo próprio ministro dos Transportes sul-coreano, Suh Seoung-hwan, a 26 de Junho.

Nos Estados Unidos o grupo Hyundai - Kia já passou por uma situação semelhante com esse e outros modelos. Em Novembro de 2012, o grupo emitiu um pedido de desculpas pelos erros na definição dos consumos de combustível e distribuiu cartões de débito aos clientes para os ressarcir da diferença. Ao todo, a decisão envolveu 900 mil veículos vendidos naquele país.

emanuel.costa@sol.pt