Sociedade

Portuguesa procurada pela Interpol 'aponta o dedo' ao amante

A única portuguesa na lista de procurados pela Interpol acusou o amante de ter planeado o homicídio do marido, na Suíça, em Abril deste ano.

Telma Garcia apresentou queixa, no passado domingo no Rio de Janeiro, depois de ter sido agredida pelo amante, Max Cleison da Silva de 28 anos, e acabou por confessar que era procurada pela polícia internacional.

Segundo o Correio da Manhã, a médica de 27 anos afirmou ainda que foi o amante, de nacionalidade brasileira, quem decidiu matar o marido para o assaltar e que o esfaqueou.

Telma Garcia, natural de Abrantes, encontra-se detida preventivamente e as autoridades suíças já pediram a sua extradição. Max Cleison da Silva está a ser procurado pela polícia brasileira.