LifeStyle

As refeições menos saudáveis dos EUA (e talvez do mundo)

O Centro de Ciência para o Interesse Público (CCIP), dos Estados Unidos, acaba de divulgar a lista do que considera ser os piores pratos ou refeições dos Estados Unidos, em termos nutricionais. Já imaginou uma tosta com 2.780 calorias? Existe na cadeia The Cheesecake Factory, com 150 restaurantes naquele país.

São nove os ‘vencedores’ no estudo do CCIP – nenhum deles existe em Portugal – e três deles estão na cadeia The Cheesecake Factory. O primeiro de todos é logo a tosta Bruléed French Toast, ao estilo de uma rabanada coberta de creme antes de ser frita, coberta de açúcar em pó e regada com uma mistura de manteiga e xarope de ácer. Tem 2.780 calorias, 93 gramas de gordura saturada e 24 colheres de chá de açúcar (o máximo diário para um adulto deveria ser nove). O estudo refere que seria necessário nadar sete horas para queimar essas calorias.

Segue-se, apesar de a lista os colocar todos ao mesmo nível, o menu de hambúrguer A.1. Peppercorn, da cadeia Red Robin (470 restaurantes). Além do seu tamanho, pode-se repetir as batatas quantas vezes se quiser e o mesmo com o batido que o acompanha (por apenas mais um dólar). Na versão ‘base’, este menu tem 3.540 calorias, mais do que a tosta, mas menos gordura, 63 gramas neste caso. O CCIP aconselha um passeio de 12 horas em passo rápido para ‘digerir’ tamanha refeição.

Já o The Big Slab é um entrecosto da cadeia Famous Dave’s (200 localizações). Tem quase um quilo e ainda inclui batatas, feijões e pão de milho – além de muito molho – em doses industriais. Seriam precisas 7h30m a cortar relva para eliminar as suas 2.770 calorias.

A lista continua com uma pizza Signature Deep Dish Chicken Bacon Ranch Pizza, da BJ’S (146 lojas), com 2.160 calorias. Pedalar 5h30m sem parar é o conselho do CCIP.

A comida mexicana também entra na contagem, graças ao menu Super Cinco Combo do Chevys Fresh Mex (51 restaurantes). Duas enchiladas, um taco, um tamale e um Chile relleno, acompanhados de arroz, feijões e pão de milho. Quase 2.000 calorias para desbastar a jogar ténis sozinho durante três horas e meia.

Nesta altura está de volta a The Cheesecake Factory, com uma ‘simples’ massa de laçarotes com frango e alho. Parece até saudável, mas tem 2.410 calorias, muito graças ao molho de natas, quejo e alho cheio de gordura: 63 gramas no total. Seria preciso correr cinco horas para eliminar tudo isso.

No segmemto de marisco o CCIP destaca o Big Hook Up, da cadeia de 130 restaurantes Joe’s Crab Shack. Com bolas de peixe fritas, peixe e batatas fritas, camarão frito, camarão recheado de caranguejo, sonhos salgados e salada de couve e maionese, esta pratada 3.280 calorias, pelo que o estudo sugere uma maratona de 11 horas a jogar golfe, sem assistente e sempre a pé.

De volta à carne, os 45 restaurantes Maggiano’s Little Italy têm um prato que vale a pena descrever. O bife New York é o maior e se for em modo ‘Contadina Style’, está acompanhado por duas salsichas italianas, pimentos vermelhos e amarelos assados, batatas fritas, cogumelos assados, cebolas caramelizadas, tomates secos, molho e manteiga de alho. Tudo junto vale 2.420 calorias e metade vem do bife. O melhor mesmo depois é ‘atacar’ a máquina de remo durante 7h30m.

Finalmente, uma sobremesa vinda também da The Cheesecake Factory. Uma só fatia do seu bolo de chocolate com manteiga de amendoim tem 1.500 calorias, 43 gramas de gordura saturada e 19 colheres de açúcar. Para terminar esta maratona de comida, o Centro de Ciência para o Interesse Público recomenda 4h30m de aeróbica depois de comer uma fatia do bolo.

emanuel.costa@sol.pt