Desporto

Golo do título é o mais rápido da Supertaça espanhola

Mandzukic chegou e marcou. O novo avançado do Atlético precisou de 1 minuto e 21 segundos para bater Casillas e oferecer a Supertaça aos "colchoeiros". É a segunda da sua história. 

O Real, depois do empate (1-1) no primeiro jogo de terça-feira no Bernabéu, precisava de marcar no Calderón. Não marcou. E sofreu. Com Ronaldo no banco (entrou na segunda parte) e Pepe sem entrar - e Di María em parte incerta -, James, Bale, Modric e Benzema não chegaram para a armada de Simeone. 

O treinador argentino é o segundo técnico a vender todos os títulos nacionais com o Atlético (Liga, Copa e Supercopa) depois de Luis Aragonés. 

E deu ao Atleti a Supertaça, 29 anos depois.

 

 

SOL