Vida

Onde está o último quadradinho de chocolate?

Compra uma tablete de chocolate e vê que lhe falta um quadradinho. A primeira reacção pode ser de estranheza ou (para os viciados neste doce) de indignação. Mas se for uma tablete da Milka poderá recuperá-lo… ou dá-lo a alguém.

A iniciativa desta marca já existe há algum tempo noutros países, mas acabou de chegar a Portugal. Consiste no seguinte: Comprar uma tablete de chocolate da Milka e ver o código que está na embalagem, ir ao site, introduzi-lo e dá-lo a si mesmo ou a alguém especial. A marca encarrega-se de, no prazo de 12 dias, entregar o quadrado.

Esta iniciativa só dura até dia 31 de Dezembro e já está a ser muito partilhada nas redes sociais. Se não tiver um presente original para oferecer, esta é sempre uma forma de dizer a alguém que é a ‘última coca-cola do deserto’, a ‘última bolacha do pacote’, ou, neste caso, ‘o último quadradinho da embalagem’.

Uma ideia portuguesa

A iniciativa só chegou a 1 de Setembro a Portugal, mas o seu criador é… português. Chama-se Miguel Durão e conquistou um leão de ouro, outro de prata e dois bronzes no Festival Internacional de Criatividade de Cannes com este trabalho.

A ideia obrigou a Milka a alterar todo o processo de fabrico da tablete, mas revelou ser uma das melhores campanhas de sempre. O seu objectivo era simples: Promover a ternura e a sensibilidade entre as pessoas e aumentar a ligação à marca… E foi cumprido.

O meu nome numa lata ou num jarro

E por falar em Coca-Cola, esta conhecida marca de bebidas também decidiu aderir a uma iniciativa do género. Já há vários meses que milhares de portugueses procuram o seu nome nas latas deste refrigerante, ou (no caso dos mais românticos) o da sua cara-metade. 

Até ao mês de Julho, era possível pedir à Coca-Cola que pusesse o nome de alguém na lata, oferecendo assim um presente original.

Também a Nutella aderiu à moda dos nomes, possibilitando os seus consumidores de colocarem o nome de alguém no rótulo da embalagem. Os amantes deste creme de chocolate tinham assim o seu jarro personalizado, o ideal para que ninguém ‘roubasse’ o seu doce para pão e bolachas. 

joana.alves@sol.pt