Sociedade

Jovem tem 17 anos e nunca teve cartão de cidadão

Yuri Silva nunca teve um cartão de identificação civil. Isto porque, segundo o Correio da Manhã, pedem-lhe um documento oficial com uma fotografia que só pode obter em Espanha.

O jovem de 17 anos, filho de pai espanhol e mãe portuguesa, veio para Portugal com um ano, trazendo apenas o registo de nascimento. Tem cartão de Segurança Social e de saúde e possui número de contribuinte. No entanto, o cartão de cidadão parece ser o mais difícil de tirar.

A mãe de Yuri, Paula, disse ao Correio da Manhã que já recorreu “ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, ao Registo Civil de Portimão e Silves, à embaixada e consulado espanhóis, à Protecção de Menores e até ao tribunal”. A resposta que obtém em todos os locais a que se dirige é que Yuri precisa de um documento oficial com fotografia, “que só consigo em Espanha”, explica.

Paula disse ao CM que não tem possibilidades de ir a Espanha para tratar deste assunto e não sabe a quem mais recorrer. 

“Preciso do cartão de cidadão. Quero tirar a carta, arranjar trabalho para ajudar a minha mãe e jogar à bola. Sem identificação não posso”, explicou Yuri ao CM.

O Instituto de Registos do Notariado disse à mesma publicação que Yuri “não tem registo de nascimento em Portugal”, pelo que terá que tratar primeiro do processo de nacionalidade portuguesa e só depois poderá arranjar o cartão de cidadão. Paula insiste que já tentou resolver este assunto, mas que nunca o consegue fazer.