Internacional

Ébola: Primeiros testes a enfermeira francesa dão resultado negativo

Os primeiros testes efectuados à enfermeira, membro da equipa médica que recentemente tratou uma voluntária transportada para França após contrair o vírus Ébola na Libéria, são "negativos", mas devem ainda ser confirmados, disse hoje fonte próxima do processo.

"Os primeiros testes são negativos. Esperamos outros resultados para confirmação", declarou a fonte à agência France Presse.

A enfermeira foi internada hoje no hospital militar Bégin, um estabelecimento na periferia da capital francesa apto a receber doentes com Ébola, por sofrer de uma febre prolongada superior a 38 graus, indicou uma fonte próxima do caso.

De acordo com várias fontes que se escusaram a revelar a identidade, a enfermeira fazia parte da equipa do hospital que tratou uma outra enfermeira francesa que contraiu o mortal vírus do Ébola na Libéria, enquanto trabalhava para os Médicos Sem Fronteiras.

A voluntária dos Médicos Sem Fronteiras regressou a França no mês passado e já recuperou.

Enquanto as preocupações com a nova suspeita ganhavam hoje terreno, a ministro da Saúde, Marisol Touraine, surgiu em tempo de antena para tentar acalmar os ânimos.

Escusou-se a comentar o caso suspeito, depois de na semana passada terem surgido vários falsos alarmes.

"Disse muito claramente que se houver um caso de Ébola em território francês, informaria a população imediatamente", afirmou à rádio RTL.

Touraine acrescentou que não queria contribuir para a ansiedade geral sobre a doença, que ressurgiu em África no início do ano e já matou 4.500 pessoas, a maioria na Libéria, Guiné Conacri e Serra Leoa.

Casos de Ébola começaram já a surgir noutros países.

Nos Estados Unidos da América, dois funcionários hospitalares no Texas apresentaram testes positivos sobre a doença depois de tratarem o paciente liberiano Eric Duncan, que morreu em Dallas, a 08 de Outubro.

Uma enfermeira espanhola foi também infectada com o vírus mortal, depois de tratar um antigo missionário que contraiu Ébola na Serra Leoa e morreu a 25 de Setembro.

O Ébola transmite-se através do contacto com fluidos corporais de uma pessoa infectada que tem febre, diarreia ou vómitos.

Vários países adoptaram medidas de precaução.

França anunciou hoje que os médicos no principal aeroporto de Paris, Charles de Gaulle, devem verificar a temperatura dos passageiros chegados através dos voos diários que ainda operam para a capital da Guiné Conacri.

Lusa/SOL