Vida

Idoso ‘ganha vida’ depois de visita do cão ao hospital [vídeo]

Este é o exemplo vivo de como as emoções têm um papel fundamental na cura de um doente. James Wathen, de 73 anos, estava internado no hospital em Kentucky, nos Estados Unidos, desde meados de Setembro. Não comia e quase não conseguia falar, mas arranjou forças para dizer a uma auxiliar que sentia a falta do seu cão.


Ao acharem que o doente já não tinha muito tempo de vida, explica o The Telegraph, o pessoal médico do hospital decidiu quebrar as regras e levou Bubba, um Chihuahua de oito anos e sem um olho, a visitar o dono.

“A assistente social apercebeu-se que a saúde do doente estava a piorar porque estava com saudades do seu cão”, afirmou a chefe de enfermagem ao diário inglês.

O hospital descobriu que o cão estava num canil desde que James foi internado. E também ele sem comer e emocionalmente 'em baixo'.

Segundo o Daily Mail, depois da segunda visita de Bubba, James já se sentava – o que não acontecia há muito tempo – e voltou a alimentar-se e a interagir com as pessoas. Apesar de continuar com uma saúde frágil, os médicos dizem que o doente já não se encontra às portas da morte.

Graças a este episódio, o hospital está a planear uma medida que permite a visita de cães aos donos internados.

Assista ao momento do reencontro:

Os comentários estão desactivados.