Internacional

Brasil: um eleitor morto a tiro e 68 presos por crime eleitoral

O dia eleitoral no Brasil ainda vai a meio e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já divulgou a detenção de 66 pessoas, a maior parte delas por fazer apelo ao voto à boca da urna (10) e por divulgar propaganda eleitoral (6) junto às mesas de voto. O maior número de prisões foi registado no Rio de Janeiro, seguido de Goiás, segundo avança o portal G1. 


O dia fica ainda marcado pela morte de um eleitor enquanto votava. Um jovem de 20 foi assassinado a tiro enquanto votava dentro de uma escola no bairro Barrocas de Massoró, no estado de Rio Grande do Norte (região Nordeste), segundo avança o portal R7. Ainda de acordo com o mesmo órgão de informação, citando fontes policiais, Robson Diego de Moura era conhecida da polícia por ameaçar moradores do bairro e por conseguir escapar às abordagens da Polícia Militar. 

Ainda de acordo com o R7, a polícia trabalha a hipótese de que Moura tenha encontrado um membro do gangue rival. O encontro terá dado origem a desentendimentos que acabaram em tiros. 

Até ao início da tarde foram identificados problemas em 1.151 urnas electrónicas. Só no Rio de Janeiro foram substituídas 221 urnas e em São Paulo 188, de acordo com um balanço preliminar do TSE. 

 

Os comentários estão desactivados.