Internacional

Ébola: Teresa Romero sai do hospital mas confessa que ainda se sente debilitada

A auxiliar de enfermagem espanhola que sobreviveu ao vírus ébola saiu esta quarta-feira do hospital. Teresa Romero confessou que ainda se sente debilitada, mas fez questão de agradecer a todos os que a ajudaram a superar esta etapa.

Teresa Romero e o marido EPA/FERNANDO ALVARADO
Teresa Romero à saída do hospital EPA/FERNANDO ALVARADO
Teresa Romero e a equipa que a ajudou a vencer o vírus EPA/FERNANDO ALVARADO

Romero afirmou que a sua cura demonstra que Espanha tem “o melhor sistema de saúde do mundo”. 

Teresa Romero saiu do hospital Carlos III ao início da tarde, acompanhada por vários familiares. “Agora vamos para onde não nos possam encontrar”, confessou o marido da auxiliar de enfermagem.

Os médicos que trataram a auxiliar de enfermagem afirmam que esta poderá fazer “uma vida completamente normal”, mas que a sua total recuperação Aida vai demorar algum tempo.

"Quando me via a morrer agarrava-me às minhas recordações, à minha família, ao meu marido, a quem adoro. Eu estava isolada", recordou Teresa Romero numa declaração lida após a alta hospitalar.

“Espero que se o meu contágio servir para algo, que seja para que se estude melhor a doença e se possa ajudar a encontrar uma vacina ou que o meu sangue sirva para curar outros", afirmou a auxiliar de enfermagem.

O marido de Teresa explicou que a auxiliar de enfermagem não queria falar sobre o seu cão, que foi abatido pelas autoridades como forma de prevenção, por ainda “se emocionar demasiado”.