Vida

Morreu a 'Hilda Furacão'

Hilda Furacão, a brasileira que inspirou o romance homónimo de Roberto Drummond e a telenovela da Globo protagonizada por Ana Paula Arósio, morreu esta segunda-feira em Buenos Aires, na Argentina.

Segundo a Globo, Hilda Maia Valentim, de 84 anos, vivia desde o ano passado num lar de idosos na capital argentina. Vivia naquele país desde o casamento com o antigo jogador do Boca Juniors Paulo Valentim, de quem enviuvou em 1984.

A colorida vida de Hilda serviu de inspiração para a personagem de Hilda Furacão, uma prostituta oriunda da alta sociedade de Belo Horizonte que, durante os anos 50, ‘desencaminhou’ inúmeros homens.

No imaginário colectivo de brasileiros e portugueses, a história ficou conhecida sobretudo com a mini-série da Globo, datada de 1998. A verdadeira Hilda, no entanto, nunca soube da existência da novela até ser contactada recentemente por uma investigadora brasileira.