Internacional

Ex-Presidente da Ucrânia procurado pela Interpol

A Interpol colocou o antigo chefe de Estado ucraniano Viktor Ianukovich na sua lista dos indivíduos mais procurados, quase um ano depois do líder ter fugido da Ucrânia para a vizinha Rússia.

Em causa estão suspeitas de desvio de milhões de euros do erário público.

Ianukovich abandonou o país em 2014 na sequência de violentos protestos contra o Governo pró-russo. Dezenas de pessoas morreram em Kiev.

Semanas depois, a Rússia anexou a Crimeia e estalou um conflito separatista nas regiões russófonas do leste da Ucrânia, com Moscovo a ser acusada pelo Ocidente de apoiar militarmente os rebeldes.

Ianukovich estava pelo menos até Dezembro em Moscovo, onde foi fotografado durante um encontro com o realizador de cinema norte-americano Oliver Stone.

O antigo Presidente também é acusado pelos seus opositores pró-ocidentais de ter orquestrado uma violenta campanha de repressão durante os protestos de 2014. No entanto, essa acusação não consta do alerta vermelho da Interpol, que refere apenas as acusações de crimes financeiros.