Sociedade

Lisboa cria núcleo de apoio aos sem-abrigo

A Comissão Tripartida da Rede Social de Lisboa e 11 instituições de solidariedade social assinam, na quarta-feira, um acordo para constituir um núcleo de intervenção e apoio para quem vive na rua, informou hoje a autarquia.

Segundo um comunicado da Câmara de Lisboa, o protocolo para a constituição do Núcleo de Planeamento e Intervenção Pessoa Sem Abrigo (NPISA) "pretende dar resposta integrada e concertada entre várias entidades a esta população".

O vereador da Câmara de Lisboa, João Afonso, com o pelouro dos Direitos Sociais, disse hoje à agência Lusa que o NPISA quer ser uma "plataforma de reunião e entendimento de todas as instituições da cidade que trabalham na resposta aos sem-abrigo, actuando ao nível do entendimento, planeamento e gestão".

O plano de apoio envolve a Comissão Tripartida da Rede Social de Lisboa - constituída Câmara Municipal, Santa Casa da Misericórdia e Instituto de Segurança Social -- e a "Associação Crescer na Maior", a "Associação dos Albergues Nocturnos de Lisboa", a "Associação para o Estudo e Integração Psicossocial", a "Associação de Recuperação de Toxicodependentes Ares do Pinhal", a "Cais -- Associação de Solidariedade Social", o "Centro de Apoio ao Sem-Abrigo", o "Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa", o "Centro Social Paroquial de São Jorge de Arroios", a "Comunidade Vida e Paz", os "Médicos do Mundo" e a "Orientar -- Associação de Intervenção para a Mudança".

O protocolo será assinado pelo vereador da Câmara de Lisboa, com o pelouro dos Direitos Sociais, João Afonso, a administradora executiva da Acção Social e Saúde da Santa Casa da Misericórdia, Rita Valadas, e a directora do Centro Distrital de Lisboa do Instituto de Segurança Social, Maria Fernanda Fitas, bem como representantes das diferentes entidades parceiras.

Lusa/SOL