Tecnologia

HoloLens: A realidade virtual trazida pela Microsoft

A era Minority Report chegou. A realidade virtual pensada por Steven Spielberg e encarnada por Tom Cruise no grande ecrã no início do milénio foi trazida pelos senhores da Microsoft no evento de apresentação do Windows 10 que ontem teve lugar em Washignton, Estados Unidos. Chama-se HoloLens e é um super-computador  semelhante a uns óculos que permitem ver e manipular hologramas de objectos como se fossem reais.


Mas o gadget vai mais além. A Microsoft explica que este é um computador completo, com CPU, placa gráfica e uma placa que gera os hologramas. O ângulo de visão de 120º permite que o utilizador seja completamente submerso na realidade virtual.

A tecnologia por detrás deste gadget não é totalmente inédita, mas a Microsoft conseguiu colocá-la numa dimensão muito menor e com objectivos comerciais. Explica um dos seus criadores que a curto prazo podem fazer-se construções de Minecraft no sofá ou ver o chão de Marte projectado no tapete da sala, por exemplo.

Mas ver objectos projectados não é a grande surpresa do HoloLens. É a possibilidade de os manipular, de os mover, mudar-lhes a cor, etc, que faz desta uma das mais entusiasmantes novidades do mundo da tecnologia.