Economia

2014 foi o melhor dos últimos 11 anos para as exportações têxteis

O ano 2014 foi o melhor dos últimos 11 para as exportações da indústria têxtil e vestuário (ITV) portuguesa, que cresceram 8% face a 2013 e somaram 4,6 mil milhões de euros, anunciou hoje a associação sectorial.

Segundo a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), o vestuário foi a principal categoria de produtos exportada, representando 60% do total das exportações do sector, no valor de 2,8 mil milhões de euros, tendo crescido 9%.

Em comunicado, a ATP destaca também o aumento de 7% das exportações das matérias-têxteis, que representaram cerca de 26% do total exportado (no valor de 1,2 mil milhões de euros exportados), e o crescimento de 3% das vendas para exterior dos têxteis lar e outros artigos têxteis confeccionados, que exportaram 656 milhões de euros e respondem agora por 14% do total das exportações da ITV nacional.

Espanha lidera a tabela dos principais destinos das exportações portuguesas do sector, com cerca de 32% do total, no valor de 1.455 milhões de euros, e foi também o mercado que mais cresceu em termos absolutos em 2014, ao registar um acréscimo de 139 milhões de euros.

Seguem-se a França e o Reino Unido, respectivamente com 14% e 9% de quota e que se assumiram como o segundo e terceiro destinos com maiores crescimentos absolutos.

Já as exportações para os EUA cresceram 11% e representam agora 5% do total das exportações do sector, enquanto para Angola aumentaram 9%, para a Suécia 15,3% e para a Austrália 63%.

Quanto às importações do sector, aumentaram 8% no ano passado, sobretudo devido às importações de vestuário, que cresceram 13%.

As importações de matérias-têxteis subiram 4% e as de têxteis-lar e outros artigos têxteis confeccionados 5%.

De acordo com a associação, os principais fornecedores continuam a ser a Espanha (quota de 35% e um crescimento de 7%), a Itália (quota de 12% e um aumento de 5%), a Alemanha e a França (cada uma com 7%).

A China destaca-se já como o 6.º principal fornecedor de Portugal, sendo que, com uma quota de 6% e um crescimento de 17%, foi em 2014 o terceiro mercado, depois da Espanha e da Alemanha, que registou maior crescimento absoluto.

No período, a Irlanda aumentou as suas exportações de têxteis e vestuário para Portugal em 28% e a Croácia em 7012%, equivalente a um acréscimo de 14 milhões de euros, passando a figurar na última posição do top 20 de fornecedores.

No final do ano, a balança comercial da ITV portuguesa registou um saldo positivo de 1.005 milhões de euros, equivalente a uma cobertura de 1,3.

Lusa/SOL